26 jornalistas foram assassinados em 2008 na América Latina

26 jornalistas foram assassinados em 2008 na América Latina

Assassinatos e atentados fizeram parte da vida dos jornalistas nos países latino-americanos em 2008. A Comissão de Investigação de Atentados a jornalistas (Ciap), filiada à Federação Latino-americana de Jornalistas (Felap), divulgou um informe com dados alarmantes sobre o tema.  No ano passado, 26 jornalistas foram assassinados em 11 países, além da ocorrência de numerosos atentados físicos contra repórteres e órgãos de imprensa. A primeira posição em relação aos homicídios é ocupada pelo México, com onze vítimas. Os outros países com vítimas são: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guatemala, Honduras, Panamá, República Dominicana e Venezuela.

Publicado em Notícias