Caixa renova incentivo ao esporte paralímpico brasileiro

A Caixa renovou o incentivo ao esporte paralímpico brasileiro por mais um ciclo olímpico. O Banco vai investir, até 2020, R$ 95 milhões em 11 modalidades paralímpicas e individualmente em atletas. O valor investido pelas Loterias Caixa é o maior patrocínio entre comitês paralímpicos no mundo. O contrato firmado entre o Banco e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) prevê o repasse de R$ 40 milhões nos dois primeiros anos da parceria. Em 2019, ano dos Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, serão investidos R$ 25 milhões.

Em 2020, ano dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, o patrocínio das Loterias Caixa chegará a R$ 30 milhões. As modalidades contempladas pelo patrocínio são: atletismo, natação, halterofilismo, esgrima em cadeira de rodas, tiro esportivo, futebol de 5, bocha, goalball, rugby em cadeira de rodas, tênis de mesa e vôlei sentado. Em 2016, último ano do contrato anterior, as Loterias Caixa ainda investiram R$ 25 milhões nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro.

O resultado do apoio ao paradesporto levou o Brasil a realizar o seu melhor desempenho em número de medalhas nos Jogos, fechando a edição com 72 pódios, 29 a mais em relação à Londres 2012. Além do atletismo e da natação, as duas modalidades que mais premiaram brasileiros, com 33 e 19 pódios respectivamente, o país subiu ao pódio em outras 13, quatro de forma inédita – canoagem, ciclismo, halterofilismo e vôlei sentado. Informações: (79) 3226-8112 / www.caixa.gov.br.

Publicado em Notícias Marcado com: ,