Cordelista alagoano João de Lima recebe Título de Cidadania Sergipana

joao_de_lima

Foto: Arquivo pessoal

Reconhecendo sua atuação no campo da cultura popular e suas contribuições para Sergipe, a Assembleia Legislativa homenageou o cordelista, poeta, violeiro e repentista alagoano João de Lima, que se tornou, ao longo dos seus quase 50 anos de carreira, símbolo da cultura popular nordestina. Ao lado de artistas sergipanos de todos os segmentos, familiares e admiradores, o cordelista recebeu esta semana o Título de Cidadania Sergipana.

A iniciativa foi da deputada estadual e presidenta da Comissão de Educação e Cultura da Alese, Ana Lúcia Vieira (PT). Com a ludicidade que lhe é própria, João de Lima recitou poemas durante a homenagem da Alese e contou um pouco de sua história, de sua infância pobre e das oportunidades que a vida lhe proporcionou.

Nascido e criado no Sítio Boa Vista, em Porto Real do Colégio, pequena cidade do leste de Alagoas, João de Lima esbanja vitalidade do alto de seus quase 72 anos de idade. Seu talento vem de berço: aprendeu a dedilhar a viola ainda menino, nos anos 1940, com seu pai, conhecido cantador da região que carregava o menino João para as festas nas fazendas das redondezas onde tocava.

A profissionalização aconteceu mais tarde, por volta dos 20 anos, quando foi tentar a vida na capital alagoana. Foi em Maceió que as portas começaram a se abrir para João de Lima, quando ele conheceu o médico e folclorista Théo Brandão, grande incentivador de sua carreira. Foi Théo que levou o jovem João para cantar em uma rádio pela primeira vez – a Difusora AM – e a partir daí sua carreira deslanchou no rádio e na TV. João já lançou 3 LPs, 6 CDs e diversos DVDs de entrevistas, e é autor de inúmeros cordéis, repentes e poesias.

Publicado em Notícias