Detentas sergipanas contam suas vidas através da poesia

liberdadeNo próximo dia 16, às 9h, no Presídio Feminino, acontece o lançamento do livro ´Outras Vozes´, no qual detentas sergipanas contam suas vidas através da poesia. O projeto, inédito no Brasil, insere estas mulheres no contexto de ressocialização.

A obra é uma ação do Ministério Público Estadual de Sergipe e integra as ações do Projeto ´Florescer´, uma ideia da procuradora de justiça Maria Cristiana Foz Mendonça. A obra é fruto de uma oficina literária ministrada voluntariamente pelo poeta e jornalista Araripe Coutinho. “As detentas têm se mostrado escritoras em ação. Elas falam sobre suas vidas, são verdades sociais duras. Algumas vezes pedimos um intervalo, não dá para continuar, pois é tudo muito forte e verdadeiro”, revela o poeta.

O Ministério, junto à Secretaria de Estado da Justiça e de Defesa do Consumidor (SEJUC), celebrou Termo de Cooperação para o estabelecimento das condições necessárias ao resgate e ao fortalecimento da cidadania de mulheres em situação de encarceramento no Presídio Feminino (Prefem).

Foto: www.proverbioefrase.com

 

Publicado em Notícias