Estudantes de Sergipe estão nas Paralímpiadas Escolares

alunosCom apoio e suporte financeiro do Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), um grupo de alunos paratletas sergipanos embarcou no Aeroporto Santa Maria, em Aracaju, nesta semana, com destino ao Rio Grande do Norte, para competir nas Paralímpiadas Escolares 2015, maior evento paralímpico escolar do mundo.

Sob a coordenação do Departamento de Educação Física da Seed, a Delegação Sergipana que irá participar das Paralímpiadas Escolares 2015 é composta de 16 alunos paratletas – todos estudantes de escolas públicas, e ainda professores, atletas-guias, técnicos, uma fisioterapeuta e um repórter fotográfico.

“Além de contribuir para a inclusão social desses alunos da rede pública, oportunizar a participação deles nesta grande competição nacional é uma forma também de proporcionar-lhes independência quanto à superação de suas deficiências”, afirmou a diretora do Departamento de Educação Física (DEF/SEED), Auxiliadora Pires.

Ainda de acordo com Pires, para que fosse possível organizar e inscrever a Delegação Sergipana na competição foi imprescindível o empenho do secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, “que não mediu esforços e acatou todas as nossas solicitações”, disse ela, ao afirmar que o Governo de Sergipe custeou todas as passagens aéreas do grupo.

Entusiasmo

Aguardando a hora do embarque, o aluno paranadador Leoni Victor demonstrava ansiedade em relação à competição. Segundo Victor, que tem paralisia cerebral, a expectativa de trazer uma medalha é grande. Ele participará pela segunda vez das paralimpíadas, tendo conquistado o quarto lugar na edição 2014 do evento.

O paranadador estava acompanhado de sua madrinha, Lindete de Jesus, que foi até o aeroporto para despedir-se do filho/afilhado. Dona Lindete afirmou que a prática do esporte no Colégio Estadual Joaquim Vieira Sobral tem contribuído muito para o desenvolvimento do corpo dele.

“Estou tranquila, pois sei que o Leoni está indo bem acompanhado pelos membros da Delegação, e espero que ele volte com medalhas para nosso Estado”, disse Dona Lindete.

De forma voluntária, Rodrigo Barros participa há cinco anos como atleta-guia dos alunos paratletistas sergipanos. Ele é responsável por treinar os alunos que competem na modalidade paratleta e embarcou juntamente com a delegação sergipana.

“Faço por prazer esse trabalho com estes jovens estudantes. Já conquistamos oito medalhas em competições nacionais, e esperamos continuar nesse ritmo e trazer mais conquistas para Sergipe”, disse Barros.

Jogos

As paralimpíadas escolares de 2015 serão realizadas em Natal, no Rio Grande do Norte, e terá mais de mil atletas em competição, com idade ente 13 e 17 anos. A competição terá dez modalidades: atletismo, bocha, futebol de 5, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis em cadeira de rodas, tênis de mesa e voleibol sentado.

Esta será a primeira vez que o Nordeste recebe uma edição das Paralimpíadas Escolares. Os jogos são disputadas desde 2006 e já se transformaram em um celeiro de atletas. Alan Fonteles, campeão mundial e ouro nos Jogos Paralímpicos de Londres/2012; Lorena Spoladore e Verônica Hipólito, campeãs mundiais de atletismo; Talisson Glock, medalhista mundial da natação, e Leomon Moreno, campeão e artilheiro do último Mundial de Goalball (modalidade exclusiva para cegos) são alguns dos nomes que passaram pela disputa.

Fonte: Seed

Nossos contatos

Portal: www.inclusaosocial.com
Facebook: www.facebook.com/PortalInclusaoSocial
Twitter: @Inclusao_Social
Contatos: falecom@inclusaosocial.com / (79) 99128-8277

Publicado em Notícias