Inclusão e Educação no Cinema

 Inclusão e Educação no Cinema

Em comemoração da Semana do Meio Ambiente, a Trupe Ecológica realiza mais um projeto mesclando arte e conscientização ecológica para as crianças de escolas públicas. Nesse ano, o projeto consiste em levar crianças a assistirem o filme ´Tainá 2´, no Cinemark do Shopping Jardins.

O projeto tem a duração de uma semana, do dia 5 até o dia 10 de junho, onde cada dia um colégio é levado. Dessa forma, dando a chance de mostrar o cinema para crianças que nunca tiveram ou possuem o difícil acesso. O Inclusão Social foi conferir de perto como está sendo esse projeto e conversou com a Jaci Rosacruz, que é a coordenadora do projeto.

Inclusão Social – Como surgiu a idéia desse projeto?

Jaci Rosacruz – A idéia foi ensinar as crianças a tomarem consciência dos problemas e aprenderem a cuidar do Meio Ambiente. Tal ensinamento seria utilizado junto de uma linguagem envolvendo a arte, envolvendo várias escolas com entorno da Petrobras. No ano passado usamos o teatro, esse ano o cinema e pretendemos o ano que vem usar a literatura.

IS – Fale a respeito desse projeto de usar a literatura para o ano de 2007.

JR – Ainda estamos tendo só as idéias iniciais, mas pretendemos fazer um livro; tipo um manual que seja bem educativo e traga temas relacionados com os problemas da terra do mangue, já que são temas do Meio Ambiente que as crianças estão mais familiarizadas. A Trupe faria as oficinas, onde leriam o livro e ajudariam nas atividades que viesse no manual. O manual viria com atividades para garotada, a exemplo de como se reciclar papel.

IS – A respeito dessa relação do projeto com a Petrobras. Vocês procuraram ela antes?

JR – A Petrobras se interessou pelo projeto e acabou comprando ele, assim como os outros projetos que ela possui. Ela é a que patrocina tudo.

 IS – Com são as atividades feitas com as crianças, sem contar o filme no cinema já assistido?

JR – A Trupe Ecológica é composta por quatro atores. Eles fazem brincadeiras desde a saída da escola até a hora de voltar para o colégio. A Trupe faz enquetes, brincadeiras e canta músicas o percurso todo.

IS – Grande parte dessas crianças vai ao cinema pela primeira vez. Qual é a reação delas ao entrarem numa sala de cinema?

JR – Elas saem realizadas. Ficam surpresas com a tela enorme e não desgrudam o olho momento algum. Nunca dão trabalho e só têm um pouco de medo quando vão apagar as luzes. Muitas nos perguntam depois quando irão voltar pro cinema.

 IS – Qual é sua sensação de dar essa oportunidade às crianças desfavorecidas economicamente a conhecerem o cinema, já que isso é uma forma de inclusão social?

JR – É uma sensação maravilhosa. Poder dar oportunidade a essas crianças é muito gratificante. O cinema é maravilhoso e faz com que estimule essas crianças a terem outra visão quando forem ver um filme na televisão, e assim lembrarem de como é passado o filme no cinema.

* A aluna Carol de Almeida Santos fala da sensação ao ter visto o filme ´Tainá 2´. A menina foi ao cinema pela primeira vez.

"O cinema era como eu imaginava. Eu gosto do cinema porque tem a tela bem grande e parece que você está dentro do filme. A parte mais legal do filme é quando a mulher solta os bichos".

Por Heloisa Rocha
Da Redação (Aracaju/SE)

 

Publicado em Entrevistas