Instituição trabalha com programa para redução de danos

Instituição trabalha com programa para redução de danos


 


Tendo em vista os números crescentes e alarmantes de dependentes em drogas, o Ministério da Saúde, além das estratégias de prevenção, criou o “Programa de Redução de Danos”. Aqui em Aracaju foi implementado pela Associação Sergipana de Redução e Riscos de Danos (ASEREDA), bem como pela Secretaria Municipal de Saúde, tendo como base o Centro de Atenção Psicossocial Primavera para dependentes químicos. A Associação tem sede no município de Aracaju e tem com presidente Antônio Sérgio de Brito Andrade, terapeuta com larga experiência prática e teórica, haja vista ser adicto (ex-usuário) participante de vários cursos, seminários e congressos na área. A instituição foi fundada em 1993 com o objetivo de apoiar aqueles que são dependentes de Drogas e não conseguem ou não querem deixar de usá-la. O terapeuta Heitor Freitas de Andrade, coordenador do Departamento de Terapias da ASEREDA concedeu entrevista na qual fala sobre a redução de danos.


 


Há quanto tempo você atua na área em dependência química?


 


Heitor Freitas – Há aproximadamente três anos estamos contribuindo com os portadores de dependência química no CAPS AD (Centro de Atenção Psicossocial para Dependentes Químicos), unidade da Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju onde funciona como base o ”Programa de Redução de Danos”, incentivado pela visão inovadora do secretário de Saúde, Rogério Carvalho. Através deste trabalho conhecemos a ASEREDA, visto que o seu presidente, Antônio Sérgio de Brito Andrade, juntamente com o secretário Geral, Luciano Ferreira de Jesus, trabalham no programa como redutores, tendo eu a felicidade de  usufruir de suas experiências.


 


Fale um pouco sobre a ASEREDA?


 


HF – A ASEREDA foi fundada em 1º de Novembro de 2003. É uma entidade civil sem fins lucrativos de caráter reivindicativo, educativo, social, cultural, preventivo e científico, voltada para promoção da política da redução de danos filiada a Aborda (Associação Brasileira de Redução de Danos). O objetivo é desenvolver ações nas áreas da cultura, educação, saúde e cidadania, pautadas no paradigma da redução de danos.


 


O que é e quais são os objetivos do programa de Redução de Danos realizado pela ASEREDA?


 


HF – É um programa que executamos por meio de ações de saúde dirigidas a usuários ou a dependentes que não podem, não conseguem ou não querem interromper o uso. O objetivo é reduzir os riscos associados sem necessariamente intervir na oferta ou no consumo, prestando informação, educação e aconselhamento, além de assistência social, disponibilização de insumos de proteção à saúde e de prevenção ao HIV/Aids e hepatites.


 


Qual a atuação específica dos redutores nos locais de uso de drogas?


 


HF – As ações são de informação, educação e aconselhamento, tendo por objetivo o estímulo à adoção de comportamentos mais seguros no consumo de produtos, substâncias ou drogas que causem dependência, e nas práticas sexuais de seus consumidores e parceiros sexuais. Nos casos de dependentes que optem pela abstinência, que faz parte de uma redução de danos, os mesmos são encaminhados a um CAPS AD (AD Álcool e Drogas).


 


Qual a receptividade dos usuários?


 


HF – Como uma maioria dos redutores de danos são adictos, já sendo conhecidos não são encarados como na gíria entre os usuários como um “x 9” ou delator, e sim como amigos que ali estão para ajudá-los na ações supracitadas, como companheiros que optaram pela abstinência.


 


Todos que trabalham na ASEREDA são ex-dependentes?


 


HF – Em sua maioria sim, outros não, mas simpatizaram com a causa. Entretanto, é necessário saber ou ter uma visão abrangente sobre o que quer dizer dependência, pois poderemos não sê-lo das drogas ilícitas, mas com certeza somos das lícitas tais como café, remédios, determinadas comidas… Assim, todos somos dependentes de “algo”. Para o termo Redução de Danos poderemos aplicar em tudo aquilo em nossos vidas que não conseguimos resolver ou não queremos e não apenas direcionado para as drogas ilícitas. Aqueles que aderiram à causa e não são dependentes de “drogas” – que é o nosso foco – são apresentados como redutores de danos e aceitos pelos dependentes naquele local, tendo em vista a confiança e o trabalho sério do programa da ASEREDA.


 


Qual a abrangência da ASEREDA?


 


HF – A atuação da ASEREDA abrange todo o Estado de Sergipe. Realizamos palestras, seminários etc. Quem quer que precise de nosso apoio, atendimento, acolhimento, informações, dúvida, pode ligara para (79) 8112-1593 ou enviar e-mail para asereda.se@bol.com.br. A Associação fica situada na Rua São Januário, 57, Conjunto João Paulo II, Bairro Industrial.


 


 

Publicado em Entrevistas