Jovem ganha pele artificial

Jovem ganha pele artificial


Imagine só o sofrimento de alguém que teve a face queimada? Como andar normalmente pelas ruas e não se sentir excluída? Como combater o preconceito das pessoas, mantendo bem a autoestima? Existe tratamento físico e psicológico para isso?


Há um ano a jovem Amanda, 22, sofreu queimaduras e ficou com uma grave seqüela: o queixo praticamente grudado no tórax. Na situação em que se encontra, a paciente não consegue movimentar a cabeça.


A Secretaria de Estado da Saúde adquiriu, nos Estados Unidos, pele artificial para que Amanda submeta-se a uma cirurgia reparadora. A primeira cirurgia desse tipo no Nordeste. O procedimento acontece hoje, segunda-feira, 30, às 14 horas, na Unidade de Queimados do Hospital João Alves Filho.


Dois cirurgiões, um do Rio Grande do Sul (Ilmar Leonardo) e outro de São Paulo (Flávio Novaes) estão em Aracaju para realizar, juntamente com Dr. Reginaldo Lessa, coordenador da Unidade de Terapia de Queimados (UTQ), essa cirurgia. Na parte da tarde, às 13h30, a equipe receberá à imprensa na UTQ para dar mais informações a respeito da cirurgia.


O que: Coletiva com a imprensa sobre cirurgia de Amanda (pioneira no Nordeste)
Quando: Hoje, segunda-feira, 13h30
Onde: Unidade de Terapia de Queimados
Informações: (79) 3234-9591 / 3234-9555

Publicado em Notícias