Sergipe conta com projeto voltado para produtores rurais

PRODUTORES_RURAIS_01

Foto: blogdafloresta.com.br


As longas estiagens, as altas temperaturas e a escassez de água castigam a terra e o homem sertanejo. Mesmo com toda dificuldade encontrada neste meio, 22,5 milhões de pessoas vivem no semiárido. A fim de mudar esta realidade, em 2015 o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de Sergipe inicia um novo projeto voltado para pequenos e médios produtores, o Ater – Assistência Técnica e Extensão Rural.

O programa tem o objetivo de promover a sustentabilidade dos empreendimentos rurais no semiárido através do fomento à inovação, ao empreendedorismo, a difusão das tecnologias sociais, além de realizar assistência técnica continuada e implantar Unidades de Difusão de Tecnologias (palma e captação de água).

Em Sergipe, o Ater terá duração de 48 meses e atenderá a 1.876 produtores rurais, em até 27 municípios da região do semiárido. O volume de recursos é da ordem de R$ 9 milhões.

O programa tem parceria com o Sebrae e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que já fez a seleção dos 13 primeiros municípios que serão beneficiados (Arauá, Canindé de São Francisco, Canhoba, Propriá, Aquidabã, Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Glória, Monte Alegre, Porto da Folha, Poço Redondo, Frei Paulo, Nossa Senhora Aparecida e Gararu).

Publicado em Notícias