Tráfico de mulheres chega à Amazônia

Tráfico de mulheres chega à Amazônia

A Amazônia tornou-se uma das maiores rotas de tráficos de mulheres. A afirmação foi proferida pelo arcebispo de Manaus, dom Luiz Soares Vieira, durante seu discurso na 8ª Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), realizada em Macau, na China. Dom Luiz, que é vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), afirmou que as redes de tráfico vão buscar as mulheres nas aldeias mais pobres do interior com promessas de emprego em Portugal.

A Conferência reuniu bispos da comunidade lusa: Angola, Luanda, São Tomé, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal e Timor-Leste. Os participantes refletiram sobre a realidade das Igrejas de cada país, na presente situação socioeconômica e política.

Os bispos concluíram que a afluência de pessoas às grandes cidades aumenta a pobreza e o desrespeito pelos direitos humanos, favorece a corrupção e a economia informal, dificulta a organização das comunidades cristãs e é terreno fértil para novos grupos religiosos, que usam a prosperidade como teologia e seduzem a população, ansiosa por bem-estar e com cultura religiosa debilitada.
 

Fonte: Adital

Publicado em Notícias