Unit oferece 1,4 mil vagas do Pronatec em Sergipe

unit

Foto: Marcelo Freitas/Ascom Unit

O Governo Federal abriu vagas para cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec – em Sergipe. Somente na Universidade Tiradentes – Unit –, instituição parceira do Ministério da Educação e responsável pelo maior número de vagas no Estado, são 1,4 mil novas oportunidades de capacitação. Os cursos estão distribuídos nos municípios de Aracaju, Estância, Itabaiana e Propriá.

Neste novo edital as vagas são para os cursos técnicos em Orientação Comunitária; Informática; Logística; Informática para Internet; e Programação de Jogos Digitais. As inscrições para a primeira chamada de alunos estarão abertas a partir desta segunda-feira, 29, e podem ser efetuadas até o próximo dia 3 de julho, exclusivamente no site sisutec.mec.gov.br. As matrículas acontecerão de 8 a 10 de julho. Em caso de vagas remanescentes, o Governo Federal ainda fará mais duas chamadas.

“O processo de inscrição é simples. O candidato acessa o site do Sisutec, cadastra os dados pessoais, escolhe cidade, curso e turno de sua preferência. Nas duas primeiras chamadas, serão aprovados os estudantes que obtiveram as maiores notas no Enem. Já a última chamada será destinada apenas às pessoas que concluíram o ensino médio nos últimos três anos. Neste último caso, terá acesso à vaga quem se inscrever primeiro”, explica o coordenador do Pronatec na Unit, professor Marcos Vasconcelos.

Unit e Pronatec

A Universidade Tiradentes oferta cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego desde 2013 e já formou mais de 2 mil alunos. Segundo Marcos, os cursos oferecidos na Unit são correlatos aos de graduação. “Isso é uma grande vantagem, pois os alunos do Pronatec têm acesso a toda a infraestrutura de uma instituição de ensino superior, o que inclui laboratórios com tecnologia de ponta”, avalia o coordenador.

Segundo sua Lei de criação (Lei 12.513/2011), o Pronatec deverá atender, prioritariamente, os estudantes do ensino médio da rede pública, inclusive da educação de jovens e adultos; trabalhadores; beneficiários dos programas federais de transferência de renda; e estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em instituições privadas na condição de bolsista integral.

Para articular as demandas prioritárias por setor e região, o programa conta com uma rede de instituições que demandam cursos voltados para públicos específicos e, ainda, com uma rede de instituições que ofertam tais cursos.

Fonte: Unit

Publicado em Notícias