Caso Dorothy Stang: ministro do STF nega pedido de soltura do fazendeiro

 Caso Dorothy Stang: ministro do STF nega pedido de soltura do fazendeiro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, negou o pedido de soltura do fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, mais conhecido como Bida, condenado a 30 anos de prisão pelo assassinato da missionária Dorothy Stang. O fazendeiro está preso em Belém (PA), onde aguarda a conclusão do processo. De acordo com Gilmar Mendes o pedido foi negado, mas o caso ainda será analisado.

Dorothy Stang era missionária norte-americana reconhecida pelo seu trabalho em projetos de reflorestamento que buscavam emprego e renda para a população de áreas degradadas e pela luta na redução de conflitos fundiários na região do Pará. Em fevereiro de 2005, a missionária foi assassinada com seis tiros no município de Anapu, sul do Pará, após receber várias ameaças de morte por causa de seus trabalhos sociais.

 

Publicado em Notícias