O retorno do Cinema drive-in

Que o cinema é uma arte em constante movimento, sabemos. Não é de hoje que filmes se adaptam a novas plataformas para chegar aos seus espectadores, tendo se ajustado a televisão, DVD, streaming. Mas talvez seja a primeira vez em que acontece um passo para trás.

Segundo reportagem de Walter Porto, da Folhapress, os cinemas drive-in, que faziam sucesso em gerações passadas, vêm ensaiando uma volta triunfal ao dia a dia daqueles que querem continuar assistindo a filmes fora de casa, mas ainda não podem se aventurar numa sala de exibição tradicional. Depois de os EUA observarem que o modelo voltou a fazer sucesso nos últimos meses, iniciativas do tipo vêm surgindo em São Paulo e Rio de Janeiro, e o tradicional Cine Drive-in de Brasília, inaugurado em 1973 e um dos únicos bastiões que remanesciam no país, tem visto um comparecimento impressionante.

“Sentimos um cinema diferente por causa da pandemia. A gente até estranha essa mudança toda”, afirma Marta Fagundes, diretora do complexo brasiliense, que recebe carros no local desde 1978. Se numa segunda-feira normal ela tinha de 30 a 40 carros no drive-in de 400 lugares, hoje tombado como patrimônio cultural, nesta última ela viu entrarem 150 veículos.

No primeiro fim de semana após a reabertura, estendido por causa do Primeiro de Maio, ela vendeu 2.800 ingressos e recebeu ligações estupefatas, checando se o número não estava errado.

Vale conferir a matéria completa.

Imagem: Google Images

Publicado em Notícias

Sugestões são sempre bem-vindas. Um abraço!